Segunda, 12 de Abril de 2021
(61) 99300-9675
Justiça RIO DE JANEIRO

Dr. Jairinho e a mãe de Henry Borel são presos pela morte do menino

Investigações da polícia apontam que o vereador agredia a criança com o conhecimento de Monique Medeiros. Para a Polícia Civil, a criança foi assassinada pelo político

08/04/2021 21h10 Atualizada há 3 dias
43
Por: Redação Fonte: O Dia/RJ
Monique Medeiros e Dr. Jairinho foram presos pela morte do menino Henry Borel, filho de Monique Reprodução / TV Globo
Monique Medeiros e Dr. Jairinho foram presos pela morte do menino Henry Borel, filho de Monique Reprodução / TV Globo

POR ANDERSON JUSTINO

Rio - Agentes da 16ª DP (Barra da Tijuca) prenderam na manhã desta quinta-feira (8) o casal Monique Medeiros e o vereador Dr. Jairinho (Solidariedade) pela morte de Henry Borel, de 4 anos, ocorrida na madrugada do último dia 8 de março. Henry é filho de Monique com o engenheiro Leniel Borel. Para a Polícia Civil, o menino foi assassinado após sofrer sessões de tortura. 

Monique Medeiros e Dr. Jairinho foram presos pela morte do menino Henry Borel, filho de Monique

Reprodução / TV Globo

Os mandados de prisão contra o casal são temporários por 30 dias e foram expedidos nesta quarta-feira (7) pelo 2º Tribunal do Júri da Capital. A versão contada pelo casal foi de que a criança sofreu um acidente no quarto onde os três moravam, na Barra da Tijuca. Essa hipótese foi descartada pela polícia. Na noite desta quinta, Jairinho foi levado da Cadeia Pública de Benfica, na Zona Norte, para o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, Zona Oeste. 

Jairinho e a namorada Monique são suspeitos de atrapalhar as investigações, ameaçar e combinar versões com algumas testemunhas. A polícia identificou que o vereador agredia o menino com chutes e golpes na cabeça, tudo isso com o conhecimento da mãe, que era conivente.

O casal era monitorado pela Polícia Civil há dois dias e acabou sendo preso em uma casa em Bangu, na Zona Oeste do Rio.

INVESTIGAÇÕES

Desde o início das investigações a Polícia Civil ouviu 18 testemunhas, entre médicos que atenderam o casal no Hospital Barra D'Or, uma psicóloga, legistas, a faxineira do apartamento do casal, ex-namoradas de Jairinho e a babá de Henry Borel.

Segundo as investigações, a babá teria mentido em seu depoimento. Ela teve o celular apreendido nesta quinta-feira.

Uma ex-namorada do vereador o denunciou por agressões contra ela e a filha, na época menor.

NECROPSIA

A causa da morte de Henry Borel foi por “hemorragia interna e laceração hepática - danos no fígado - causada por uma ação contundente”. No entanto, o que chamou a atenção da polícia foram as anotações feitas pelo legista Leonardo Huber Tauil.

Segundo o documento assinado pelo perito, à criança tinha múltiplos hematomas no abdômen e nos membros superiores, infiltração hemorrágica na parte frontal, lateral e posterior da cabeça, apontou grande quantidade de sangue no abdômen, contusão no rim e trauma com contusão pulmonar.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (13/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Quarta (14/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Ele1 - Criar site de notícias