Quinta, 20 de Janeiro de 2022
(61) 99300-9675
Piauí TRAGÉDIA

Morre Marília Mendonça: Piloto de avião era piauiense natural de Floriano

Geraldo Medeiros Junior era natural da cidade de Floriano, no Sul do Piauí e residia atualmente em Brasília.

05/11/2021 20h12
264
Por: Redação Fonte: Meio Norte
Morre Marília Mendonça: Piloto de avião era piauiense que residia em Brasília (Foto: Redes Sociais)
Morre Marília Mendonça: Piloto de avião era piauiense que residia em Brasília (Foto: Redes Sociais)

Por Victor Melo

O piloto da aeronave em que estava a cantora Marília Mendonça, também vítima do trágico acidente ocorrido na tarde desta sexta-feira (05), foi identificado como Geraldo Medeiros Junior, que era natural da cidade de Floriano, no Sul do Piauí e residia atualmente em Brasília. A informação foi confirmada ao Meionorte.com por familiares da vítima. 

Geraldo Medeiros era casado e aposentando pela LATAM Airlines Brasil, anteriormente TAM Linhas Aéreas. A Aeronáutica informou que vai investigar as causas do acidente. Investigadores do Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 3), foram chamados ainda durante a tarde para "realizar a ação inicial do acidente envolvendo a aeronave de matrícula PT-ONJ".

As outras vítimas foram: o produtor da cantora, Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho e o co-piloto do avião, cujo nome foi preservado. Marília deixa o filho Léo, de 1 ano e 9 meses, do relacionamento com o ex-namorado Murilo Huff.

Conforme nota da Aeronáutica, "na Ação Inicial os investigadores identificam indícios, fotografam cenas, retiram partes da aeronave para análise, ouvem relatos de testemunhas e reúnem documentos".

Não há prazo para a investigação, "dependendo sempre da complexidade da ocorrência", diz a nota. O Cenipa trabalha para prevenir que outros acidentes, com características semelhantes, se repitam. A investigação ocorre paralelamente ao trabalho da polícia. 

Aeronave tinha denúncias de irregularidades

O avião era alvo de denúncias na Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Ainda não se sabe as causas do acidente. O Cenipa, da Aeronáutica, irá apurar as causas. O avião havia decolado de Goiânia. 

"A empresa acumula irregularidades que colocam em risco tripulantes e passageiros", diz documento do Ministério Público Federal (MPF). A cantora e mais quatro pessoas que estavam com ela morreram na tarde desta sexta-feira (5). Uma pesquisa pública feita no site da Agência mostra que a empresa proprietária da aeronave, a Pec Táxi Aéreo, acumula três processos no Estado de Goiás.

Marília Mendonça e mais 4 pessoas morreram na queda do avião (Foto: Divulgação)

O acidente

A cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas morreram na queda de um avião de pequeno porte em uma área perto de uma cachoeira na serra da cidade de Piedade de Caratinga, no interior de Minas Gerais, na tarde desta sexta-feira (5). A informação é do Corpo de Bombeiros e da Polícia Civil de Minas Gerais.  

Marília faria um show em Caratinga. Ela postou em redes sociais dentro do avião nesta sexta.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias